20/10/2014

ORIENTAÇÃO: ESCOLHA PROFISSIONAL


      Os alunos do 1.º e 2.º anos do ensino médio do Colégio São José participaram da aplicação de um instrumento (teste) para a escolha profissional. Foi um momento descontraído em que foram tratados os seguintes tópicos: o que é orientação profissional, vocação, habilidade, interesse, autoconhecimento, participação dos pais, sonhos, carreiras, idealização e foco.
      "O instrumento elucida alguns pontos, mas o autoconhecimento é a chave para uma boa escolha profissional. Mais importante que fazer o que se gosta é gostar do que se faz", comenta a orientadora educacional e psicóloga Raquel Godoy.

03/10/2014

II Concurso Literário do Colégio São José - REGULAMENTO


II Concurso Literário do Colégio São José
Troféu “Menotti Del Picchia” – Conto
Troféu “Guilherme de Almeida” – Poesia

O II Concurso Literário do Colégio São José, por ocasião de seu 115.º aniversário, homenageia seus ex-alunos, os escritores Menotti Del Picchia e Guilherme de Almeida.
Paulo Menotti del Picchia (São Paulo, 1892 - 1988) foi poeta, contista, romancista, cronista, ensaísta, jornalista, autor de histórias infantis e político. Iniciou seus estudos em Campinas (SP), concluindo-os no Ginásio Diocesano São José, em Pouso Alegre (MG). Retorna à capital paulista e ingressa na Faculdade de Direito do Largo São Francisco. Estreia na literatura com o livro Poemas do Vício e da Virtude, em 1913. No ano seguinte, passa a residir em Itapira (SP), onde trabalha como advogado e dirige os jornais Diário de Itapira e O Grito!. Publica, em 1917, os poemas “Moisés” e “Juca Mulato”, este considerado sua obra-prima. Retornando São Paulo, assume a direção do jornal A Gazeta e inicia a colaboração para o Correio Paulistano, veículo em que fará, sob o pseudônimo Hélios, uma das mais contundentes defesas do movimento modernista. Participa da Semana de Arte Moderna, em 1922, coordenando a segunda noite do evento. Nos anos seguintes integra, com o poeta Cassiano Ricardo e o escritor Plínio Salgado, os grupos Verde-amarelo e Anta, agremiações político-literárias de caráter nacionalista. Em 1943, toma posse da cadeira número 28 da Academia Brasileira de Letras. Entre 1926 e 1962, ocupa por diversas vezes os cargos de deputado estadual e federal.
Guilherme de Andrade e Almeida (Campinas, 1890 – São Paulo, 1969) consagrou-se como poeta, tradutor, dramaturgo e ensaísta. Passou a infância no interior de São Paulo. Durante a primeira década do século XX, estudou juntamente com Menotti del Picchia e Plínio Salgado no Ginásio Diocesano São José, de Pouso Alegre (MG). Formou-se em Direito pela Faculdade do Largo de São Francisco em 1912. O início da carreira literária dá-se em 1916 com a publicação das peças teatrais em francês Mon coeur balance e Leur âme, ambas escritas em parceira com o escritor Oswald de Andrade. Lança-se na poesia no ano seguinte, com a publicação de Nós. Seguem-se então outros títulos, como A dança das horas (1919) e A flor que foi um homem: Narciso (1921). Torna-se, então, poeta de grande sucesso. Em 1922, participa da Semana de Arte Moderna e passa a divulgar os princípios do movimento. Funda, juntamente com Oswald de Andrade, Mário de Andrade e outros, a revista Klaxon, principal meio de divulgação do ideário modernista. É o primeiro modernista a ser eleito para a Academia Brasileira de Letras, assumindo sua cadeira em 1930. Em 1932 participa ativamente da Revolução Constitucionalista de São Paulo, alistando-se voluntariamente como soldado. Devido a essa atuação política, é preso e exilado, indo viver em Portugal até 1933. Em 1959, é eleito, pelo jornal Correio da Manhã, o "Príncipe dos poetas brasileiros”. Ao longo de sua carreira, realiza diversas traduções de relevância, como as dos poetas Paul Verlaine e Charles Baudelaire. Traduziu, ainda, a peça Huis Clos, de Jean-Paul Sartre. Entre as décadas de 1920 e 1940, escreve para o jornal O Estado de São Paulo, atuando como crítico de cinema.

REGULAMENTO

1. O Concurso é aberto a alunos, professores, colaboradores, pais de alunos e ex-alunos do Colégio São José.
2. A participação do Concurso implica conhecimento e aceitação automática do participante a todas as cláusulas do presente regulamento.
3. O excerto abaixo, paráfrase de um fragmento recolhido de Carlos Drummond de Andrade, qual seja “Entrou pela porta da igreja, saiu pela porta dos sonhos”, é o tema desta segunda edição, que contempla os gêneros “Conto” (I) e “Poema” (II):

“Entrei pela porta do colégio, saí pela porta dos sonhos.”

4. O texto participante deverá ser escrito em língua portuguesa.
5. Em se tratando do gênero “Poema”, serão aceitos versos livres ou metrificados, rimados ou não.
6. O texto participante deverá ser inédito e assim permanecer até a data da premiação.
7. Não será aceito texto que exprima preconceitos, quer sejam religiosos, raciais, sexuais ou quaisquer outros.
8. Cada participante concorrerá com apenas um texto.
9. O Conto deverá conter mínimo de uma e máximo de três laudas numeradas, e ser apresentado impresso em Word, em duas vias, em papel formato A4, digitado em fonte Arial, tamanho 12, entrelinhas 1,5, em apenas uma face do papel. É preciso atribuir um título e um pseudônimo ao texto; o pseudônimo constará do rodapé do trabalho.
10. O Poema deverá conter mínimo de 14 e máximo de 20 versos, e ser apresentado impresso em Word, em duas vias, em papel formato A4, digitado em fonte Arial, tamanho 12, entrelinhas 1,5, em apenas uma face do papel. É preciso atribuir um título e um pseudônimo ao texto; o pseudônimo constará do rodapé do trabalho.
11. Alunos dos 6.º e 7.º anos do ensino fundamental concorrerão entre si. (Categoria A.)
12. Alunos do 8.º e 9.º anos do ensino fundamental concorrerão entre si. (Categoria B.)
13. Alunos do ensino médio concorrerão entre si. (Categoria C.)
14. Professores, colaboradores, pais de alunos e ex-alunos do Colégio São José concorrerão entre si. (Categoria D.)
15. Ao aluno que participar do Concurso e obtiver rendimento equivalente a 60% ou mais (pelo menos nota 6, no total de 10 pontos), como incentivo, serão oferecidos 2 pontos extras, a serem creditados no 4.º bimestre/2014, na área de Português (Gramática, Redação ou Literatura), em uma das disciplinas escolhida pelo aluno.  
INSCRIÇÕES
16. A inscrição é gratuita.
17. As três vias do texto deverão seguir em envelope branco; no exterior do envelope, a seguinte anotação:
ü                   Categoria A-I, para alunos do 6.º e 7.º anos que concorrem no gênero “Conto”;
ü                   Categoria A-II, para alunos do 6.º e 7.º anos que concorrem no gênero “Poema”;
ü                   Categoria B-I, para alunos do 8.º e 9.º anos que concorrem no gênero “Conto”;
ü                   Categoria B-II, para alunos do 8.º e 9.º anos que concorrem no gênero “Poema”;
ü                   Categoria C-I, para alunos do ensino médio que concorrem no gênero “Conto”;
ü                   Categoria C-II, para alunos do ensino médio que concorrem no gênero “Poema”;
ü                   Categoria D-I, para professores, colaboradores, pais de alunos e ex-alunos do Colégio São José que concorrem no gênero “Conto” e
ü                   Categoria D-II, para professores, colaboradores, pais de alunos e ex-alunos do Colégio São José que concorrem no gênero “Poema”.
18. Dentro do envelope branco seguirá outro menor; no exterior do envelope branco, deverá constar a seguinte anotação: pseudônimo do autor e título da obra; no interior, em folha à parte, deverá constar a identificação do concorrente: pequeno currículo (5 linhas, no máximo), pseudônimo, título da obra e indicação do ano e turma em que estuda (se aluno).
19. Assim que solicitado, o concorrente compromete-se a enviar, por e-mail, em 48 horas, o texto digitado.
20. As inscrições abrem-se em 05/10/2014 e encerram-se em 07/11/2014. Será eliminado o texto encaminhado extemporaneamente. A critério exclusivo do Colégio São José, a data do encerramento das inscrições (bem como outras disposições) pode ser alterada, havendo, se isso ocorrer, ampla divulgação.  
21. Será automaticamente eliminado o texto que não satisfizer as exigências aqui prescritas.
22. A inscrição ao II Concurso Literário dá-se pela simples entrega do trabalho na Secretaria do Colégio São José, mediante protocolo.

JULGAMENTO, PREMIAÇÃO E RESULTADO
23 – Para julgar os trabalhos será nomeada pelo Colégio São José uma comissão constituída de dois membros de notório saber literário.
23.1.     É vedada ao participante a consulta às notas atribuídas aos trabalhos.
24 – A premiação, por categoria, obedecerá ao seguinte critério:
ü                   2 pontos extras aos participantes que obtiverem nota igual ou maior que 6 (conforme disposto no item 15);
ü                   1.º lugar: Certificado + Troféu
ü                   2.º lugar: Certificado + Medalha
ü                   3.º lugar: Certificado + Medalha

25. Além dos três textos premiados, a comissão julgadora poderá atribuir menções honrosas, mediante Certificados e/ou Medalhas aos autores dos textos assim destacados.
26. Divulgado o resultado e recebido o prêmio, na hipótese de ser apurada alguma fraude, como a falta do ineditismo do texto, o plágio e a paráfrase, a qualquer tempo, o contemplado será desclassificado e perderá os prêmios.
27. A cerimônia para a revelação dos resultados e premiação está prevista para 26 de novembro de 2014, com ampla divulgação.
28. O regulamento, desde logo, fica disponível no site do Colégio.
29. O resultado do Concurso e os textos selecionados, a seu tempo, estarão disponíveis  no site do Colégio.  
30. Não haverá, em nenhuma hipótese, devolução dos textos concorrentes, os quais, findo o Concurso, serão incinerados.
31. A comissão julgadora poderá deixar de atribuir os prêmios, se considerar que a eles nenhum dos textos concorrentes faz jus.
32. As decisões da comissão julgadora são soberanas e irrecorríveis.
33. Os participantes do Concurso declaram, desde já, serem de suas autorias os textos concorrentes, ao mesmo tempo em que cedem e transferem ao Colégio São José, sem quaisquer ônus, em caráter definitivo, todos os direitos autorais sobre os referidos textos, para qualquer tipo de utilização, publicação ou reprodução.
34. O resultado do Concurso não conhecerá do empate: a classificação e os prêmios, em nenhuma hipótese, serão divididos ou dobrados, devendo a Comissão Julgadora definir-se por um texto concorrente. Critérios para desempate: adequação ao gênero textual; adequação ao tema; ação e enredo (conto)/forma e conteúdo (poema); estilo; criatividade/originalidade.
35. Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pela comissão organizadora do Concurso.  
Pouso Alegre, 30 de setembro de 2014.



Prof.ª Nilda Franco de Paiva



30/09/2014

Alunos participam da 2.ª fase da Olimpíada Mineira de Química

      No dia 27 de setembro, sábado, os alunos do ensino médio do Colégio São José participaram da 2.ª fase da XVII Olimpíada Mineira de Química. A prova foi realizada na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), em Belo Horizonte/MG.
      O objetivo da Olimpíada é envolver os estudantes e professores de Ensino Médio e Tecnológico em uma atividade estimulante, que os leve a refletir sobre a importância da química em suas vidas e na sociedade moderna. Além de revelar jovens talentos com vocação para a Química, premiando-os, a OMQ seleciona, através das provas, representantes mineiros para participar da Olimpíada Brasileira de Química (OBQ).
      Todo o acompanhamento com os alunos está sendo realizado pelo nosso querido professor Fernando Araújo.




29/09/2014

Sábado Cultural - Ensino Fundamental 2

      No último sábado, 27 de setembro, os alunos do Ensino Fundamental 2 participaram do Sábado Cultural, organizado pelos professores do departamento de ciências humanas.
      O tema abordado foi: Atualidades - "Guerra na faixa de gaza". Nosso agradecimento aos professores Ronaldo Laraia, Célio Patta, Mônica Maria, Marcos Ernane, Ivan Augusto, Alexandre Brianese, Rodrigo Godoi e Raquel Kallas pela organização e preparo dessa manhã de conhecimento, informação e partilha!